Mini Mundo da Cachaça

A Cachaça Mais Cara do Mundo

Publicado em 7 de agosto de 2012, na categoria Publicações.

O produtor Anisio Santiago, já falecido, é, até hoje, uma espécie de lenda em Salinas (MG). Em 1946 iniciou em sua fazenda a produção de cachaça. Jamais se preocupou em aumentar a sua produção, satisfazendo-se com 8.000 litros por ano, devidamente envelhecidos por dez anos, em média, em tonéis de madeira.

Cachaça mais cara do mundo.

Conta-se que Anísio Santiago pagava os empregados com garrafas de cachaça. Devido à pequena tiragem, a oferta era inversamente proporcional ao desejo de compra dos apreciadores. Por isso, a porteira da fazenda Havana vivia infestada de interessados em adquiri-la no “mercado-negro”.

E assim tem sido nas últimas décadas. No câmbio oficial, a cachaça só é vendida pelo alambique e custa cerca de R$ 160,00, mesmo preço dos melhores uísques escoceses 12 anos. Até hoje a fazenda permanece fiel às suas origens. Produz pouca cachaça e a vende diretamente aos interessados. “Nada foi mudado, mas essa história de pagar empregado com pinga é lenda”, revela um dos herdeiros e administrador da fazenda.

3 Responses

  1. wadson rodrigues de oliveira

    Meu nome é Wadson Rodrigues. Desculpe te falar, não era lenda o senhor Anisio Santigo pagar os funcionários com cachaça, eu sou de Salinas e na época eu e meu pai como eramos apreciadores da cachaça Havana e Anisio Santigo comprávamos direto dos funcionários da fazenda, alguma coisa contra? Isso remunerava muito bem os funcionários eles recebiam por um preço e vendiam por outro!

  2. vladiano rocha do nascimento

    queria muito participa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Home Publicações A Cachaça Mais Cara do Mundo